quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Ilustração: Em Silêncio




















(desenho feito em papel 121L Branco, staedtlher H, HB,2B)

Em Silêncio

Amo em silêncio
e nem as rosas sabem
que teu perfume seria meu destino.

Amo em silêncio
e nem as estrelas pálidas sabem
de mais uma noite calada.


Amo em silêncio
e nem a lua transparente sabe
do meu amanhecer prata, solitário.

Amo em silêncio
e nem o vento sabe
que corta as dores
que ninguém sabe que existem.


Te amo em silêncio e só o silêncio sabe.
Rosemari Hauenstein Ruch

57 comentários:

Noslen ed azuos disse...

Desculpe se estou errado, mas este desenho me parece diferente dos outros, nele conseguiu passar para mim sua essência de artista, me mostraste seu interior de flor.

Bjs
ns

Dry Neres disse...

Me lembrou a rosa do Pequeno Príncipe.. senti cheiro de flor, cheiro de Cris..
Belíssimo desenho!! Belíssimo!!

Heitor Cardoso disse...

'en silence'

Muito boa a poesia.
Voltarei mais vezes :)
abraços, e continue o bom trabalho.

Anderson Meireles disse...

Silêncios e rosas...o que mais preciso?
Nada.
Abraço!

Carmello Café disse...

Querida Cris, dessa vez uma curiosidade "técnica" me falou mais alto: essa ilustração foi feita em branco sobre preto ou você teve que escurecer toda a folha? Com lápis?!!

O efeito ficou excelente e a poesia escolhida caiu como uma luva, um completando o outro; muito bom mesmo!

Agradeço pela sua visita à minha Zona e suas sempre cordiais palavras.

Um beijo e até!

Rose disse...

Que grata surpresa Cris, vim agradecer pela ilustração belíssima que fizeste para o meu poema na Nave de Rosa e Olivier e o encontro aqui também... estou maravilhada com teu talento e muito grata...

grande beijo

Cris disse...

Que combinação perfeita de desenho e poesia você conseguiu nos trazer meu amor, traduzindo em imagem e com tamanha sensibilidade as belas palavras da poetisa Rosemari. Beijos com amor.

JADY*ALVES disse...

Obrigada Cris por sua visita!
Sabe que gosto demais das poesias da Rose lá do RL.
Essa é linda demais, e como a poesia diz...
Amar em silêncio é calar no peito um sentimento sem fim.
Os desenhos das rosas retratam lindamente essa solidão.
Perfeito! Parabéns!!!
Abraços e carinhos.

daniel disse...

Cris

"Amar em silencio!..." Resulta numa imagem poética maravilhosa, a meu ver.
Acho que a tua opção para este post foi muito feliz, até pelo texto em si.
Beijinho.
Daniel

mundo azul disse...

Seu desenho é muito expressivo e os versos parecem mergulhar na paisagem escura... Lindos!!!


Beijos de luz e o meu carinho...

Poeta Mauro Rocha disse...

O desenho é lindo e o poema completa.Muito me admira teus trabalhos, éde uma simplicidade contagiante e de uma sublimidade estonteante.

Tenha um ótimo fim de semana.

Um abraço!!

Fernando Rozano disse...

entrelamento sensível e bonito do sesenho(pura arte) com a poesia. belo post. meu abraço, Cris.

Cadinho RoCo disse...

Mesmo em silencio, o amor grita.
Cadinho RoCo

Poemar disse...

Lindos! O texto e os desenhos! Deu-me saudades da época em fiz um curso de desenho artístico. Era fantástico ir construindo as formas, com os contrastes do grafite no papel branco.

Beijos!

Marcia Barbieri disse...

Amei,simplesmente divino, eu já tinha visto no blog Rosa e Olivier.

Beijos

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Cris, belo desenho...Belo poema...Belo silêncio...Espectacular...
Beijo

Essência Pura disse...

Essas rosas...esses momentos...esse silêncio...

Lindo...maravilhoso...Parabéns

Parabéns também pelo novo visual, está um encanto...adorei

Bom final de semana

Miriam

Tintas linhas e manias disse...

Olá Cris,
Adorei a flor, o poema. O teu blog cada vez está mais bonito ! Continua amiga...
Um bom fim de semana.
Beijocas
Isabel

Cultura Malcriada - disse...

Olá Cris!!!

Concordo plenamente com a Dry Neres... lembrou mesmo o Pequeno Príncipe.

Pelo conjunto da obra (o desenho e a poesia), vai a nota 10 (de sempre!)

PS: O novo visual ficou bem legal também!

Gabriel Alcaia De Faria disse...

Esquece tudo,
E vê como o silêncio
Compreende nosso mundo.

Silenciosamente...

Há mais amor,
Nessa ausência de falas,
Que lhe entrega, enquanto calas!

Ouça o silêncio do quarto,
Gritando aos nossos passos
De corpos desarrumados...

Silenciosamente...

Escutai apenas o coração,
Esse sim sabe o que diz,
Por só calar paixão!

Calai...

Lindo desenho, quem dera eu voar nas asas da sua flor. Inebriante desenho por mãos perfeitas de almas.

Flavio Ferrari disse...

Nunca amei em silência.
Por mais que me cale,
a alma grita,
o coração palpita
e os olhos
contam tudo.

Lindo desenho.
Prefiro a versão levemente sépia.

Maria disse...

Olá Cris, é um poema bonito e expressa muito bem o sentimento de amor sentido por alguém em silêncio. Parabéns e obrigada pela visita.

Bjs e bom fim de semana e voltarei...

beto melodia disse...

oi, cris:

esse desenho... mostrou de maneira inequívoca. o interior, a alma da artista.
aliado ao texto, resultou em uma magnífica postagem ...

lembrou le petit prince e toda sua poesia, toda sua magia...

beijos em seu belo coração e um ótimo final de semana.

Claudia Perotti disse...

Querida,

Fabuloso o desenho e muito bem escolhido poema!

Beijinhosssssssssss

quanto pesa o vento? disse...

e eu amo o silêncio tranquilo deste teu blog.

abraço.

renata disse...

Olá Cris, tudo bem?
que alegria receber sua visita no letra e fel...
Olhe, sempre que venho aqui uma emoção nova, seus desenhos expressam a sua sensibilidade!!!
parabens!
abraços
um otimo domingo
re

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Cris, belos desenhos...Adorei!
Beijinhos de muito carinho e um bom Domingo,
Fernandinha

Mena disse...

Olá!
Lindo desenho, lindo poema.
Há novidades...
Bj
Mena

Ravnos_Blacklotus disse...

Achei realmente belo seu desenho, mas também triste, melancólico... vejo que até na bela flor, há espinhos, assim como no deserto imenso pode haver uma bela flor. No silêncio, há deveras a ser entendido.

Desculpe a ausencia, beijo e uma @},-----

instantes e momentos disse...

Adoro voltar sempre ao teu blog, seus desenhos, os textos. Tudo me atrai aqui. Parabens,
Apareça.
Maurizio

Sr do Vale disse...

A profundidade do silêncio, silencia.

f@ disse...

Belo mto...
e o silêncio se expressa baixinho aqui no teu lápis a plantar rosas para embelezar o solo e as estrelas brilham com a lua nas pétalas da tua roseira...
o perfume da rosa o vento transporta como brisa das palavras que dizes...
beijinhos das nuvens
adorei os desenhos e o poema... brilhante tudo o que tu fazes...+ beijinhos

Osvaldo disse...

Oi, Cris;
Quando o "silêncio" diz mais que mil palavras...
E é verdade que muitas vezes o silêncio sabe o que a multidão ignora...
Lindos também os desenhos da "Rosa em Silêncio" que mais valor dão ao poema.
bjs

João da Silva disse...

Cris, eu creio ser unânime a opinião de que você nos toca todos os sentidos, e até o sexto-sentido.
Aqui a vista avista a emoção, e a emoção aguça o tato, o ouvido, o olfato, o paladar, enfim, os prazeres são, numa palávra, onímodos.
Beijos carinhosos e reverentes do João, seu admirador.

*** Cris *** disse...

Oi Cris! Sua flor me lembrou a rosa do Pequeno Príncipe, que era única. Com certeza a sua flor tb é única e expressa a beleza de pessoa que vc deve ser.
Acho que nesse momento não há espaço para comentar a poesia, todo mérito a sua flor!
Um abraço!
Boa semana!

Fernanda disse...

Hei Cris!!
Novamente teu traço perfeito nos mostra muito mais do que seria a solidão em uma paisagem insólita, árida... lunar...
que forma mais doce de mostrar o amor além de conceitos de tempo e espaço...
onde o amor brota nada mais é triste...
Um beijo, parabéns, tá lindo!!
Fernanda

Carla disse...

admiro em silêncio as belas palavras e parco-me nas imagens que só a tua arte oferece
beijos

Nilson Barcelli disse...

Um casamento perfeito entre os seus belíssimos desenhos e a excelente poesia da Rosemari, que tenho a felicidade de conhecer há bastante tempo.
Beijinhos.

Anderson Meireles disse...

Blog de cara nova...Gostei...
Passei só para me alimentar,
abraço!

Fernanda Fernandes Fontes disse...

Belo desenho, belo poema. A flor grita o silêncio do amor não verbalizado...

Abraços!

APO (Bem-Trapilho) disse...

olá amiga!
que bonito desenho!!!
há novidades fresquinhas no Bem-Trapilho (anéis vintage). Passa por lá! :)
bjokinhas!

O Profeta disse...

Uma rosa breve...?


Doce beijo

*** Cris *** disse...

Cris, obrigada pelo carinho! Isso eh muito especial pra mim.
Bjs!!!

Poemar disse...

Cris, assim como tu, eu também estou a amar em silêncio, só o mar é o meu confidente, eis aí a razão do meu nome: Poemar.

Espero novamente a tua visita.

***Beijos de mar***!

Sonia Facion disse...

É Cris, realmente o silêncio sabe muitas coisas, e muitas delas, nunca serão reveladas.

Lido o poema e o desenho.

Bom fim de semana!!!

Sonia

Essência Pura disse...

"Ouve-me, ouve o meu silêncio. O que falo nunca é o que falo e sim outra coisa. Capta essa outra coisa de que na verdade falo porque eu mesma não posso." (Clarice Lispector)

***********

Um Beijo

Miriam

Oliver Pickwick disse...

Rafael, Da Vinci, Goya. Se algum desses caras fosse mulher, chamar-se-ia Cris.
Um beijo!

P.S.: Nenhum machismo no comentário. Porém, não conheço nenhuma mulher de desenho notável desta época. ;)

pianistaboxeador21 disse...

gostei, como sempre, tanto dos desenhos, quanto do texto.

beijos,

daniel.

Eu, sem clone disse...

Olá amiga.
Comecei a pintar, mas sou nula para desenho e é isso que eu gostaria de fazer!
Peço desculpas por minha ausência e agradeço a força que suas palavras amigas me proporcionam.
Desejo um ótimo domingo e que Deus ilumine o povo brasileiro que escolhe hoje nossos representantes municipais.
Bjks

Multiolhares disse...

Por vezes até o silêncio saber é demais
Só quando as flores começam a florir a vida desponta
beijos

Alma Póetica disse...

Admiravel desenho, magnifico poema!
Expresse sempre aquilo que diz seu coração!

Carlos Alberto disse...

Menina que surpresa agradável,
andando por este estranho e tão comum mundo virtual, encontrei-te.
Não fiquei surpreso diante do talento que baila aos meus olhos , pois revejo em você tua brilhante capacidade de nos apresentar coisas complicadas e difíceis de uma maneira simples.
Cristiana meus parabéns, você é uma profissional talentosa e disciplinada em tudo o que faz.
Foi um prazer encontrar teu blog e tua fantástica arte.
Deixo a você minha querida,sensível e bela aluna Cris,(ainda posso lhe chamar assim?) Meu endereço, terei o prazer em trocar-lhe algumas palavras.
Vejo que vc ainda reside em Minas, tenho belíssimas recordações deste maravilhoso pedaço do planeta.
Abraços saudosos
Carlos Alberto Oliveira.

Abertliveira@gmail.com mail-me.

Vivian disse...

...em silêncio cheguei aqui,
e ao entrar me encantei com tudo
que meus olhos puderam ver,
tudo que meus ouvidos puderam ouvir.

os desenhos em perfeição,
feitos pelas tuas mágicas
mãos, só podem ser obras
de Deus nas pontas dos teus dedos.

parabéns por esta graça, Cris.

encantada, deixo bjs

Tentativas Poemáticas disse...

Olá Cristiana
Muito obrigado pelo elogio que teve a amabilidade de fazer aos meus poemas no blogue da Renata.
Quando entrei no seu blogue fiquei extasiado. Também gosto de desenhar a carvão. Mas os seus são PERFEITOS.
Voltarei, sim!
Um abraço.
António

Bill Stein Husenbar disse...

Querida Cris

Mais uma bela obra.

Parabéns.

http://desabafos-solitarios.blogspot.com/

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Cris, venho desejar-te um belo fim de semana... Beijinhos de carinho,
Fernandinha

ROSA E OLIVIER disse...

Capri...c'est fini! thanks

Olivier