terça-feira, 27 de abril de 2010

Desenho a lápis de grafite: Indígena KuiKuro




A Tribo KuiKuro, é uma das aldeias que faz parte do Parque Nacional do Xingu. Falam o dialeto Karib (carib alto- xinguano) e se localizam no Alto do Xingu, nas margens do rio Culuene, onde vivem 400 indígenas.
Vivem em Grandes malocas de base ovalada, sua planta é circular com praça central, como todas as aldeias do alto xingu.
O Kuikuro (peixinho bicudo), são místicos e mantém suas crenças e rituais.
Certas estrelas para o Kuikuro determinam as atividades produtivas e rituais e definem as estações da seca e da chuva. Acreditam e se baseiam nas constelações, mantém uma linguagem única com o céu, projetando personagens e acontecimentos da sua propria sabedoria indígena.
Sabedoria indígena que nós, os brancos, enraizados no capitalismo e na avassaladora ganância nos mantemos cada vez mais cegos.
Não posso deixar de lado a expressão de maior desrespeito as tribos indígenas que vivem as margens do Xingu, que irá se materializar na usina de Belo Monte, que tem como um dos planos mudar o curso do Rio Xingu. Sem mencionar a agressão a biodiversidade.


"Somente após a última árvore ser cortada.
Somente após o último rio ser envenenado.
Somente após o último peixe ser pescado.
Somente então o homem descobrirá que dinheiro não pode ser comido!!"

Provérbio Cree

Desenho feito a lápis de grafite e aquarelável Staedtler e papel Fabriano 121L, 50cm x30cm
Este desenho faz parte da exposição Os Indios da América, que pretendo realizar este ano.

Desenho baseado em fotografia de Wilian Aguiar.

39 comentários:

Fabiana Alves disse...

Mais um trabalho excepcional! Belíssimo! Parabéns!
Abraço carinhoso!
Fabiana Alves

RETIRO do ÉDEN disse...

Uma beleza.
Obga,
Abraço
Mer

Noslen ed azuos disse...

Lindo. Lindo, para mim transcendeu o desenho para se transformar numa exaltação a natureza; belas cores, sombras e nuances em grafite, Parabéns

bjs
ns

adriano dos anjos disse...

Cris valeu pela visita e pelo elogio.
Vc é que desenha muiiiiiiiiiiiiiito!
Até a próxima!

Pelos caminhos da vida. disse...

Belissímo trabalho.

beijooo.

M.PAUMARCH disse...

Només després que l'últim arbre hagi estat talat, l'últim riu enverinat, només després que el darrer peix hagi estat pescat... només després, l'home descobrira que els diners no es poden menjar. (traducció al català)
Magnífic treball.
Salut, Cristiana.

Khalit Sabanur disse...

Menina!

Voce consegue se superar a cada trabalho!!
Magnífico, ainda mais se tratando da Natureza tão injustiçada e massacrada...

Parabéns menina, cada criação sua, me faz mais fã da criadora.

Beijo na alma

netuno artes disse...

M A R A V I L H O S O

como sempre seu trabalho impressiona, e nos deixa encantado, a terxtura que tu conseguistes na pele ficou perfeita,
parabéns e continue sempre,
sou seu fã
bjs netunianos

Pétala disse...

Achei belíssima a sua homenagem ao índio, de uma forma geral. E sobre a ganância do homem, excelente pensamento! Ainda não descobriram que dinheiro não se come. A ganância cega muito, infelizmente.
Na sua pintura, queria elogiar especialmente a ênfase na cor azul, que ficou belíssimo, e na textura dos cabelos: ficou muito real, como se estivesse ao vivo.
A cada dia, você se supera, Cris, meus parabéns!

Beijos e pétalas.

Adriano Carnevale Domingues disse...

Belissimo desenho, parabens.
Se estiver em SP te convido a ver minha ação/exposição urbana - " Até que a arte nos salve!" - de uma olhada nos locais e dias no meu blog.
bjs

****Josi**** disse...

Cris, tem tempo que admiro seu trabalho, mas nunca havia comentado. É sempre difícil comentar artes que nos deixam sem palavras... Só posso dizer bravo! Bravíssimo!

Fernando Santos (Chana) disse...

Olá Cris, belo trabalho...Excelente...
Beijos

Cris disse...

Que magnífico encontro entre o grafite e as cores você criou nessa imagem meu amor. Salta-me aos olhos a sensibilidade do momento retratado por tua arte. Mais um brilhante trabalho. Quanto à polêmica construção da Usina de Belo Monte, gostaria de lembrar as palavras mencionadas numa recente discussão de outro assunto, envolvendo o renomado físico britânico Stephen Hawking, mas bem apropriadas para o momento: "É um engano pensar que o desenvolvimento tecnológico caminha lado a lado com o desenvolvimento ético-moral. Somos um exemplo disso." Beijos. Te amo.

Debil Mental disse...

Otimos trabalhos...lhe confiar um desenho é ter certeza de q esta nas mãos d alguem talentoso e competente... :D

Clara disse...

Belíssimo, Lindo, Sem Palavras!

Parabéns pela sua arte! É magnífica. =)

Daniel Costa disse...

Cris

O teu desenho do Ìndio Xuikuro estão òptimos, especialista como és no género.
Como me interesso muitos por dados, como o que apresentas, tentei fixar o deixaste escrito.
Beijos
Daniel

iracema forte caingang disse...

Querida, estou feliz,um lindo texto o desenho muito delicado suave.Bom mesmo é saber que no mundo existe pessoas como voce.
Tomara que a usina não seja construída.
Tudo de bom BEIJÃO

Poeta Mauro Rocha disse...

Ola!! Minha pausa nos estudos para ler um texto interessante e um belo trabalho !!


Um abraço!!

Multiolhares disse...

O teu desenho está espectacular, aliás como sempre adorei, mas as tuas palavras tem a mesma força que encontro nos teus traços, esses povos tem tanto para nos ensinar, como dizes, eles são místicos por excelência, sabem ler nas estrelas, sabem o poder das plantas, sabem que é pela elevação do espírito que chegam á elevação superior, são felizes com o pouco que têm, pois esse pouco é muito , é a a dadiva pura da natureza em prol da humanidade, como podemos nós brancos materialistas acabar com a pureza de um povo, sabes digo-te do coração por vezes e é muitas vezes sinto vergonha, sinto-me lixo perante a simplicidade e a verdade que existe nesses seres
desculpa me ter excedido na escrita, mas tocaste meu coração
beijinhos ternos

Uska B Hope disse...

Adorei o realismo de sua índia! Mesmo sendo um trabalho de copista, não perdeu em nada a essência da imagem original. Talvez tenha até se aprofundado mais, captado mais. Parabéns pela sensibilidade.

Eu, sem clone disse...

Achei lindo! Tua india é magnifica! E da até tristeza so de imaginar que querem construir uma hidréletrica no Xingu! Falta de respeito e consideracão; falta de amor. Queria poder ver tua exposicão! bjs

Sr do Vale disse...

Que força, que beleza.
O retrato do esquecido, do subjulgado, do menor, do desfavorecido e mesmo assim com o sopro do vento no cabelo.
Essa união, tons cinzas e o colorido dos adornos é sem dúvida magnífico, uma retratação que impressiona, pelo tema e beleza.

Com o dito "progresso", matamos raízes e culturas que a milênios se sustentam, em harmonia com a natureza.

laurinhando por ai disse...

Olá Cris

Cada trabalho teu supera o outro...
Impossível dizer qual o mais belo...mas esse tocou minh'alma profundamente!!
Parabéns ´por tanto talento.
bjos

Laurinha

Pelos caminhos da vida. disse...

Hoje à partir das 18 hrs, meu blog está concorrendo mais uma votação da Copa Blog, conto com seu voto amiga.Essa votação termina dia 05/05 e, depois aguardar a semi- final.

Meu blog é:

http://anamgs.blogspot.com

O site para a votação é esse aqui:

http://dado.pag.zip.net/

Caso não consiga acessar por aqui, o link está no final do post atual meu.

Desde já fico-lhe grata.

Uma semana de muita luz.

beijooo.

Renata disse...

Cris vim lhe retribuir a visita obrigado ,acho muito linda sua arte ela realmente reflete a alma bjs e um bom começo de semana!

isabel disse...

Em cada trabalho um segredo revelado na sua arte de desenhar!
M-a-r-a-v-i-l-h-o-s-o !!!

beijinho

Cultura Malcriada disse...

Oi Cris!
Tá muito legal esse seu trabalho... gostei demais!
Depois dá uma pesquisada no trabalho de um artista chamado "Ellon Brasil". Ele faz diversas pinturas, todas com temas indígenas. Acho que vc vai gostar!
Bjão!!!

tossan® disse...

Muito bom, especial e bárbaro o teu trabalho. Te convido para vêr a festa do índio no blog amigo. Beijo
http://baracal-press.blogspot.com/2010/03/grande-festa.html

mundo azul disse...

________________________________


O desrespeito pela Natureza... Isso nos levará ao caos!

Perfeito o seu desenho, Cristina! Que prazer ver trabalhos assim, tão bons!!!


Beijos de luz e o meu carinho...

______________________________

pianistaboxeador21 disse...

Oi Cris, suas imagens são maravilhosas, como sempre aliás, mas hj me dei conta de uma outra faceta sua enquanto artista. A faceta política. E vc defende uma causa justa e importante.

Obrigado pelas visitas ao pianista. Estou meio afastado do blogue, mas em breve pretendo dedicar mais tempo a ele.

Beijo

O Profeta disse...

Hoje ofereci as cores da minha paleta
A um amiga na sua dor
Ouvi seu choro ao meu ouvido
No fatalismo do desamor

Hoje o sono acordou-me
A nostalgia agitou suas asas cinzentas
Esqueci no acordar o ultimo abraço
E contei as nuvens que eram tantas


Bom fim de semana


Doce beijo

Poeta Mauro Rocha disse...

Feliz dia das mães e peço emprestado esse poema do nosso poeta maior e faço essa homenagem:


Para Sempre

Por que Deus permite
que as mães vão-se embora?
Mãe não tem limite,
é tempo sem hora,
luz que não apaga
quando sopra o vento
e chuva desaba,
veludo escondido
na pele enrugada,
água pura, ar puro,
puro pensamento.

Morrer acontece
com o que é breve e passa
sem deixar vestígio.
Mãe, na sua graça,
é eternidade.
Por que Deus se lembra
- mistério profundo -
de tirá-la um dia?
Fosse eu Rei do Mundo,
baixava uma lei:
Mãe não morre nunca,
mãe ficará sempre
junto de seu filho
e ele, velho embora,
será pequenino
feito grão de milho.

Carlos Drummond de Andrade

fabiana alves disse...

Cris...
Escolhi o seu blog para receber o Prêmio Dardos! Passa lá no meu blog e dá uma conferida. O selo já é seu!
Abraço com apreço!

http://extremamentetenue.blogspot.com/2010/05/premio-dardos.html

Zélia Guardiano disse...

Cris
Estou simplesmente encantada com o seu trabalho. Lindíssimo! Que bom que a encontrei!
Parabéns!
Um abraço

Letucha disse...

Fiquei encantada com o trabalho, BELÌSSIMO, o provérbio Cree é de uma lucidez espantosa!
Jinhos:)

Renata disse...

Cris deixei um selinho em meu blog pra vc,desejo um final de semana repleto de muita luz bjs!

Desbururu disse...

O representante da nação Sioux que vc representou e aqui postou é um grande exemplo de luta e manutenção de seus valores naquelas terras do Tio Sam.
Aqui os nossos "silvícolas" como chão chamados acadêmicamente, perecem nas margens dos rios, pois comem peixes com metais pesados, sofrem de insolação eis que as arvores estão sendo arrancadas a qualquer custo, e as nossas doenças civilizadas ainda continuando chegando a eles e os dizimando, como faremos com tudo o que pudermos, até percebermos que tudo o que era belo se esvaiu por nossos dedos, e passaremos a construir casas de metal, para nos ocultarmos da radiação que virá, aqualquer tempo, logo...logo...logo.

Que belas representantes de nossa Terra Brasilis ......... a figura representada ......... e a dona das mãos geradora da figura.

NinaLidia disse...

Incrível !!!

Anônimo disse...

Lindo trabalho!!! Eu fiz ano passado esta mesmo modelo em óleo sobre tela e ficou linda. Parabéns pelo seu trabalho. Querendo visitar a minha página no Facebook aqui está o endereço:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=335125589906278&set=a.103676269717879.7706.100002265189473&type=3&theater Um grande abraço!